Vício do cigarro: como vencer? Conheça como é realizado o tratamento.

vicio-do-cigarro

Hábitos como sedentarismo, uso abusivo de álcool e o vício em cigarro são alguns dos principais riscos para o aparecimento dessas doenças.

As doenças crônicas não transmissíveis, são responsáveis por 38 milhões de mortes no mundo. Doenças cardiovasculares, pulmonares, câncer, diabetes e outras deste grupo somam como causa de 82% das mortes mundiais. 

O hábito de fumar é isoladamente um importante fator de risco, e a cessação do tabagismo traz benefícios importantes para a saúde da população.

Vício do cigarro – Quais são os benefícios de quem para de fumar?

Parar de fumar traz melhorias na vida de homens e mulheres. Além de ganhos sociais como o fim do odor de cigarro nas roupas, economia financeira e melhora da autoestima, a cessação do tabagismo também acarreta em importantes ganhos à saúde.

Indivíduos que param de fumar até os 50 anos, reduzem em 50% as chances de morrer nos próximos 15 anos se comparados àqueles que continuam fumando. Um ano após parar de fumar, o risco de morte por doenças cardiovasculares como: infarto, AVC, tromboembolismo pulmonar,  já é 50% menor e continua diminuindo com o passar do tempo.

A cessação do tabagismo ainda é o principal fator modificador de doença em pacientes já portadores de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica, como bronquite crônica e enfisema.

Embora o dano pulmonar causado pelo cigarro seja irreversível, parar de fumar impede a continuidade de novos danos e frequentemente pacientes que pararam de fumar, referem melhora dos sintomas. Um desses sintomas seria tosse e falta de ar em até um ano da interrupção.

Parar de fumar diminui ainda drasticamente o risco de aparecimento de cânceres, como o de pulmão, boca, laringe, faringe, próstata entre outros.

Vício do cigarro – Qual profissional faz o tratamento do tabagismo?

Qualquer médico pode acompanhar o paciente que deseja parar de fumar, mas o pneumologista é o profissional ideal para auxiliar nesse processo.

Vício do cigarro – Como é realizado o tratamento?

1- Forma do tratamento

O tratamento do vício do cigarro deve ser feito de forma multidisciplinar, contínua e chefiado, preferencialmente, pelo pneumologista. Inicialmente uma avaliação clínica deve ser feita com exames de imagem e função pulmonar, e outros exames que o médico achar necessário.

2 – Avaliação do Pneumologista

O pneumologista fará então a avaliação do grau de motivação em cessar o tabagismo, além de determinar o nível de dependência de nicotina e estabelecer as melhores estratégias para o tratamento do vício do cigarro

Neste momento é importante desvendar as ambivalências que aproximam cada paciente sobre parar de fumar, individualizar os problemas, prever dificuldades e discutir as melhores formas de vencer cada uma delas.

3 – Estratégias para o controle do vício 

O médico irá passar algumas estratégias para a reposição de Nicotina. Alguns delas são: goma de mascar, adesivos, pastilhas, medicações para controle da fissura e tratamento de sintomas de ansiedade e depressão.

Além de contar com a ajuda de outros profissionais como psicólogo, nutricionista, educador físico, enfermeiro, fisioterapeuta e etc.

4 – Acompanhamento 

Consultas com o médico devem ser realizadas periodicamente, inicialmente com intervalos mais curtos sendo gradativamente espaçadas e intercaladas com avaliações de outros profissionais de saúde para o acompanhamento do vício do cigarro

Vencer o cigarro é uma batalha desafiadora e um processo difícil para muitos pacientes. Por isso, uma boa relação com seu médico, onde o paciente se sente acolhido, é um fator extremamente importante para o sucesso do tratamento.

 

Por: Dr. Ramiro Dourado

Médico Pneumologista

CRM/GO: 18634 | RQE: 14267

  • medcom-goiania-brasilia
Rolar para cima