Ronco durante a noite: pode ser apneia obstrutiva do sono

ronco-durante-a-noite

Muitas pessoas convivem com o ronco durante a noite e dificuldades durante o sono, que vão desde um ronco moderado a intenso, dificultando inclusive o sono de seu companheiro. 

Portanto, não bastasse isso, parte dessas pessoas que sofrem com o ronco, apresentam também a Síndrome da Apnéia e Hipopnéia Obstrutiva do Sono – SAHOS.

Ronco durante a noite: Síndrome da Apnéia

Primeiramente, a SAHOS ocorre por obstrução mecânica do ar no trajeto das vias aéreas. Sendo que nas vias aéreas superiores (na altura do nariz) podem ser ocasionadas por desvios de septo, hipertrofia dos cornetos e hipoplasias de maxila (diminuição transversal ou retroposicionamento da maxila).

Sendo assim, já nas vias aéreas inferiores podem ter sua obstrução ocasionada por hipertrofia das amígdalas (tonsilas palatinas), flacidez ou aumento do tamanho do palato mole e do retroposicionamento da mandíbula (queixo pequeno).

Ronco durante a noite: Como identificar a apneia?

Normalmente, é o acompanhante que observa a suspeita de apneia. Pois muitas vezes ele deixa de dormir, preocupado com a interrupção da respiração do companheiro, e incomodado com o ronco constante.

Portanto, os pacientes que sofrem de apneia têm pequenos despertares noturnos que não permitem um sono eficiente. Por isso, apresentam diminuição da oxigenação com sobrecarga do coração, cansaço diurno, facilidade de dormir em qualquer ambiente, aumento da irritabilidade, desatenção, dificuldade de concentração, obesidade e ansiedade, entre outros.

Sendo assim, do ponto de vista sistêmico, pessoas com SAHOS têm possibilidades aumentadas de Acidente Vascular Cerebral (Derrames). Além de Hipertensão Arterial, Impotência, Infarto do Miocárdio e de Morte Súbita.

Leia também: Tratamento Endodôntico em Goiânia: tecnologia no canal

Ronco durante a noite: Tratamento

O tratamento para ronco e apneias leves pode ser mais conservador, através do uso de aparelhos ortodônticos, uso de oxigênio complementar durante a noite, reforço da musculatura faríngea e correção da postura da língua com o fonoaudiólogo, desobstrução cirúrgica em caso de desvio de septo e hipertrofia de cornetos com o otorrinolaringologista.

Sendo assim, porém em casos com apneias obstrutivas moderadas e severas, em que o paciente possui um retrognatismo bimaxilar (mandíbula pequena). A Cirurgia Ortognática é o tratamento de escolha definitivo para essa correção.

Portanto, a literatura descreve uma melhora da SAHOS em quase 100% dos casos, sendo a Cirurgia Ortognática o padrão ouro do tratamento cirúrgico. Ou seja, que se dá através do avanço ósseo da maxila e/ou mandíbula, aumentando o espaço respiratório e restabelecendo a passagem do ar.

Temos ampla experiência nesse tipo de tratamento, caso tenha se identificado nos procure para uma consulta, ficaremos contentes em lhe proporcionar uma melhor noite de sono!

 

Por: Dr. Luis Gustavo Jaime Paiva

Cirurgião Bucomaxilofacial

CRO/GO 11757

 

  • medcom-goiania-brasilia

Rolar para cima