PÓS-PARTO: Retorno ao Peso Inicial

pos-parto-retorno-peso

Um dos maiores desejos das mamães mais recentes é de retornar ao peso do inicio da gestação, mas com o foco no bebê e nas novas rotinas diárias, essas mamães acabam por serem negligenciadas, hora pelos familiares e profissionais a sua volta, hora por elas mesmas.

A chegada de um bebê na família é sempre uma grande benção, mas não é nenhum segredo o quanto essas fofuras trazem de trabalho e preocupação (principalmente nos três primeiros meses) em especial para suas mamães.

Toda essa atenção pelo bebê acaba por deixar para depois o objetivo de chegar ao peso ideal, e isso não deve ser negligenciado, pois não é somente o fator estético, mas principalmente a saúde que deve ser levada em consideração, pois os riscos de surgirem doenças acabam sendo aumentados.

O aumento da ansiedade é natural neste período, onde passou por alterações hormonais durante os nove meses de gestação e as bruscas mudanças que ocorrem durante e após o parto, que há deixam mais angustiada.

Voltando ao peso normal

Felizmente, é possível que o peso corporal volte gradualmente, desde que, se alimente de maneira balanceada, priorizando alimentos ricos em nutrientes, evitando guloseimas e comidas gordurosas e, se possível, amamentando o seu bebê.

O corpo precisa de um período para se adaptar, eliminando primeiramente o excesso de água (inchaço), originário da ação dos hormônios placentários, e com relação ao ganho de gordura, pode ser eliminado progressivamente por meio de uma alimentação adequada e da própria amamentação, que proporciona um alto gasto calórico ao organismo.

Para não prejudicar sua própria saúde principalmente a do bebê, as mães não devem pensar em seguir dietas hipocalóricas. Um cardápio equilibrado é fundamental para garantir um bom padrão nutricional, um bom funcionamento intestinal e uma adequada produção de leite.

Perder peso saudável

Após a liberação médica, a atividade física deve ser introduzida, inicialmente com exercícios mais leves, com duração de 30 minutos a 1 hora por dia e duas vezes por semana, podendo aumentar a frequência e a intensidade progressivamente para que não haja prejuízos na produção do leite.

É de extrema importância neste período, que a perda de peso ocorra em paralelo com uma alimentação adequada, pois pode interferir na qualidade nutricional do leite e também na readaptação do organismo.

O equilíbrio entre nutrientes e calorias consegue alimentar os dois e permitir a volta ao peso ideal da mãe, ou seja, voltar ao peso anterior vai depender de bom senso, orientação nutricional e tempo dedicado também para si, sem que haja prejuízos para nenhum dos dois.

Por: Dra. Heloise Medeiros
Nutrologia
CRM/GO: 14810
  • apharaceutica
Rolar para cima