População quilombola de Aparecida de Goiânia receberá vacina H1N1

vacina-pupulacao-quilombola

Dia: 18/12- sábado
Horário: 9h às 15h
Endereço: R. Pitagoras Q 54, 0 – Vl – Vila Delfiori, Aparecida de Goiânia – GO

População quilombola de Aparecida de Goiânia receberá vacina H1N1

Circuito de imunização será instalado na Praça Esportiva da Vila Delfiore neste sábado, 18, em uma ação ´socioambiental.

Aproximadamente 500 pessoas em situação de vulnerabilidade, em Goiânia, foram imunizadas gratuitamente esse ano pela Unimed Goiânia no Projeto Vacinação do Bem, que contou com a parceria de entidades filantrópicas para esse fim.

Para encerrar o circuito de vacinação de 2021, serão imunizados moradores do Quilombo Urbano Vila Delfiore, em Aparecida de Goiânia, no próximo dia 18 de dezembro, das 9 às 15 horas. Uma estrutura com tendas, equipamentos e pessoal necessários para a vacinação será montada na Praça Esportiva da Vila Delfiore. A expectativa é vacinar aproximadamente 100 pessoas da comunidade quilombola.

Esta edição do Projeto Vacinação do Bem tem também o propósito de fomentar na população local, especialmente no público infantil, os cuidados com os dentes e boca. Com apoio de um estudante de odontologia, orientado pela Associação Brasileira de Ortodontia (ABO), será ministrada no circuito de vacinação uma palestra sobre saúde bucal, às 10 horas. Também serão distribuídos kits de higiene bucal para os participantes.

Plante a vida

A programação do dia 18 de dezembro inclui ainda palestra de educação ambiental ministrada às 10h30, com o apoio da Unimed Goiânia. Em seguida, serão plantadas em volta da Praça Esportiva da Vila Delfiore, 50 mudas de espécies de árvores nativas do Cerrado, como o Ipê. O objetivo é contribuir com a arborização do local, trazendo também sombra e conforto para a população, além de ressaltar a importância das florestas como indicador da qualidade de vida no planeta.

Com essa ação, a Unimed Goiânia cumpre o compromisso de plantar 2.800 mudas em 2021 que representam o número de árvores que compensam o CO2 emitido pela cooperativa em suas atividades, como o uso de combustível em geradores de energia e também no transporte de seus colaboradores.

De acordo com o diretor de Mercado da Unimed Goiânia, Frederico Moraes Xavier, a Cooperativa de trabalho médico tem a responsabilidade de promover ações socioambientais que contribuem com o desenvolvimento sustentável das comunidades. “É importante respeitar as características culturais das pessoas e quebrar barreiras para o cuidado integral da saúde. Muito mais que tratar doenças, buscamos contribuir com a prevenção,” ressaltou Frederico.

Gostou? Compartilhe!
Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
Email
Você vai gostar também
Rolar para cima