Cuidados com os cabelos durante o inverno

“Meus cabelos estão mais secos, cheios de frizz e sem brilho nesses dias de frio, o que posso fazer pra melhorar?” 

A Dra. Lorena Dourado Alves, Dermatologista com Título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e com formação em Tricologia (ciência que estuda o cabelo) pela Faculdade de Medicina do ABC e pela USP, explica que os cabelos, assim como a pele, sofrem durante esses meses de clima seco e frio, ficando mais secos e em alguns casos até com descamação. Além disso, existem inúmeras causas que podem danificar os cabelos ocasionalmente ou de forma continuada e, mantê-los sempre saudáveis e bonitos, principalmente no inverno, não é tarefa fácil.

Como ter cabelos saudáveis?

A receita para ter cabelos sadios e com boa aparência inicia-se, segundo a Dra. Lorena Dourado, com os cuidados em relação à lavagem. Lave bem as raízes e o couro cabeludo, utilizando os condicionadores apenas nas pontas. Evite lavar com água muito quente pois isso, além de ressecar o cabelo e o couro cabeludo, ainda aumenta o frizz. Dê preferência para lavar com água morna para fria. Hidrate os fios com máscaras e use leave in ou óleos de pontas para hidratar e diminuir o frizz. O uso frequente de secadores ou chapinhas com altas temperaturas é ruim, pois estes aquecem a haste do fio podendo gerar bolhas que deixam os cabelos fracos e sem brilho.

Tome cuidado ao misturar químicas como: alisamentos, tinturas, relaxamentos, entre outras. Os cuidados com o alisamento são fundamentais. Caso decida por usar produtos químicos para alisar seus cabelos, opte por aqueles que possuam a menor concentração possível e sem formol. Nunca é demais lembrar que o formol além de causar muita alergia, forma uma camada dura que funciona como a caramelização da “maçã do amor”, deixando os cabelos bonitos por fora, mas estragados por dentro, esclarece a Dra Lorena Dourado.

Quanto a caspa?

Esta é uma das manifestações da Dermatite Seborréica, um tipo extremamente frequente de inflamação do couro cabeludo. A dra Lorena Dourado explica que “Diversos fatores fazem com que as glândulas sebáceas do couro cabeludo produzam um tipo diferente de óleo, e o acúmulo deste gera a proliferação exagerada de fungos e consequentemente a inflamação. Apesar da presença destes microorganismos, sabe-se que a doença não é contagiosa. Tensão emocional pode agravar o problema, bem como o alcoolismo, algumas doenças neurológicas e os períodos de clima mais seco e frio. A doença não tem cura, mas pode ser controlada através do uso de xampus anti-seborreicos. O problema é que geralmente ressecam o cabelo com a frequência do uso, o que justifica a aplicação de cremes condicionantes nos fios (evitando aplicar diretamente no couro cabeludo). Dependendo do caso, medicamentos orais de efeito anti-inflamatório também são prescritos.” 

Quando à queda de cabelo, frios danificados?

É bom que se saiba que existem várias doenças que causam alterações nos cabelos, enfraquecendo-os e até provocando a sua queda. Um diagnóstico preciso do problema é possível através de um exame físico dermatológico completo. Além de exames complementares tais como: Dermatoscopia manual e digital e o Tricograma, que permitem a análise dos tipos de fios e das raízes dos cabelos. De acordo com a Dra Lorena Dourado, para cada tipo de problema, existe um tratamento específico.

A orientação principal para quem apresenta cabelos fracos, sem brilho, com aparência de pouca vitalidade, com queda ou outro problema qualquer é que procure um Dermatologista com Título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia para que este faça uma avaliação, investigue as causas e inicie, se necessário, seu tratamento o mais precocemente possível.  “Lembre-se que seus cabelos assim como qualquer parte do seu corpo merecem atenção e cuidados constantes para ficarem sempre bonitos e saudáveis”, conclui a Dra Lorena Dourado.

Por: Dra. Lorena Dourado Alves

Médica Dermatologista

CRM/GO 11663 | RQE 7207

Dra. Lorena Dourado Alves

  • unimed-goiania-revista-mais-saude

Gostou? Compartilhe!
Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
Email
Você vai gostar também
Rolar para cima