Cuidados com os cabelos durante a pandemia

cuidados-cabelos-pandemia-dermatologista

Devo mudar alguma coisa nos cuidados com os meus cabelos devido a pandemia?

Essa é uma dúvida que muitas pessoas estão tendo após o início da pandemia, conforme relata a Dra. Lorena Dourado Alves, Dermatologista com Título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e com formação em Tricologia (ciência que estuda o cabelo) pela Faculdade de Medicina do ABC e pela USP.

Após o início da pandemia muitas mulheres passaram a lavar os cabelos com uma frequência muito maior que faziam anteriormente, o que deixou os fios mais secos, opacos e quebradiços. Por isso, devemos redobrar os cuidados com a hidratação dos fios.

“É importante lembrar que existem inúmeras causas que podem danificar os cabelos ocasionalmente ou de forma continuada e, mantê-los sempre saudáveis e bonitos não é tarefa fácil. Estamos constantemente expostos ao sol e a procedimentos que podem danificar os cabelos e o excesso de lavagem, além do fato de estarmos mantendo os cabelos constantemente presos durante a pandemia só pioraram esse danos, explica a Dra. Lorena Dourado.”

A receita para ter cabelos sadios e com boa aparência inicia-se, com os cuidados em relação à lavagem. Lave bem as raízes e o couro cabeludo, utilizando os condicionadores nas pontas. O ideal é lavar na frequência para se manter o couro cabeludo limpo sendo: diariamente em quem tem cabelos muito oleosos e menos frequente nas pessoas com cabelos mais secos. O uso frequente de secadores ou chapinhas é ruim, pois estes aquecem a haste do fio podendo gerar bolhas que deixam os cabelos fracos e sem brilho.

Tome cuidado ao misturar químicas como: alisamentos, tinturas, relaxamentos, entre outras. Como por exemplo:

  • Os cuidados com o alisamento são fundamentais. Caso decida por usar produtos químicos para alisar seus cabelos, opte por aqueles que possuam a menor concentração possível e sem formol. Nunca é demais lembrar que o formol além de causar muita alergia, forma uma camada dura que funciona como a caramelização da “maçã do amor”, deixando os cabelos bonitos por fora, mas estragados por dentro, esclarece a Dra Lorena Dourado.
  • Evite manter os cabelos constantemente presos, principalmente se você tiver o habito de tracionar muito os cabelos ao prender. O excesso de tração além de gerar dor no couro cabeludo pode levar a um quadro de queda de cabelo denominado de “alopecia de tração” que pode evoluir com uma perda definitiva dos fios de cabelo no local acometido, comenta a Dra. Lorena.

É bom que se saiba, existem várias doenças que causam alterações nos cabelos, enfraquecendo-os e até provocando a sua queda, a infecção pelo COVID-19 é uma delas.

Um diagnóstico preciso do problema é possível através de uma consulta detalhada, acompanhada de um exame físico dermatológico completo, além de exames complementares tais como: exames de sangue, o tricograma (no qual avaliamos as raízes dos cabelos, e que determina a porcentagem de fios em processo de queda e de fios afinados), a dermatoscopia manual ou digital (esta utilizando o programa TrichoScale®) que, faz uma contagem computadorizada dos tipos de fios presentes em determinada área do couro cabeludo e que não substitui, mas complementa o tricograma , e em alguns casos da biópsia.

A orientação principal para quem está apresentando cabelos fracos, sem brilho, com aparência de pouca vitalidade, com queda ou outro problema após o início da pandemia, tendo sofrido pela infecção por COVID-19 ou não, é que procure um Dermatologista com Título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia para que este faça uma avaliação, investigue as causas e inicie, se necessário, seu tratamento o mais precocemente possível.  “Lembre-se que seus cabelos, assim como qualquer parte do seu corpo, merecem atenção e cuidados constantes para ficarem sempre bonitos e saudáveis”, conclui a Dra. Lorena Dourado.

 

Por: Dra. Lorena Dourado Alves
Dermatologia
CRM/GO: 11663 | RQE: 7207
  • rogerio-morale
Rolar para cima