Benefícios da cannabis medicinal: como tratamento complementar

beneficios-da-cannabis-medicinal

Saiba os benefícios da cannabis medicinal. O uso de componentes de plantas para fins medicinais é descrito há milhares de anos. Hipócrates, o pai da medicina, prescrevia sucos da casca do salgueiro para aliviar as dores do parto e diminuir a febre por volta de 400 a.C. 

E foi justamente a partir de evidências de que folhas de salgueiro tinham, de fato, propriedades analgésicas e anti-inflamatórias que a aspirina (ácido acetilsalicílico) foi sintetizada. 

Portanto, o ópio, extraído da papoula (planta Papaver somniferum), é a base de medicamentos amplamente usados no controle da dor, como morfina e codeína. 

Benefícios da cannabis medicinal: história

Historicamente, a planta cannabis (conhecida popularmente como maconha) tem seu uso para fins medicinais datado de 2.000 anos a.C, e os registros da época indicavam seu uso para sedação e controle de dor.  

Sendo assim, os benefícios medicinais da cannabis são inquestionáveis. Porém, existe uma associação errônea entre o uso para fins terapêuticos e o uso recreativo como droga ilegal.  É indiscutível os malefícios da planta em sua forma fumada e seu uso não deve ser encorajado ou legalizado. 

Para fins medicinais, entretanto, deve-se entender que há a extração de componentes específicos da planta, os quais foram isolados e testados clinicamente em seres humanos. 

Portanto, são eles o canabidiol (CBD) e o tetraidrocanabinol (THC), cujo uso, devidamente prescrito e controlado, podem auxiliar no tratamento de doenças.

Benefícios da cannabis medicinal: efeitos

Primeiramente, os efeitos medicinais desses dois componentes, cada um com suas características e indicações, auxiliam no tratamento de condições patológicas diversas, tais como insônia, crises convulsivas, dores crônicas, autismo, esclerose múltipla, fibromialgia e neuropatias. 

Por isso, na oncologia, diante dos efeitos desencadeados pela doença e pelo seu tratamento, os benefícios envolvem controle de sintomas de náuseas/vômitos, dores refratárias, depressão, ansiedade, melhora do apetite e da fadiga.  

Sendo assim, é importante destacar ainda que a cannabis medicinal não substitui tratamentos convencionais, sendo sua atuação complementar à medicina tradicional.

Leia também: Jejum intermitente para iniciantes: passo a passo

Benefícios da cannabis medicinal: uso

O uso terapêutico da cannabis já é permitido em mais de 40 países. No Brasil, a ANVISA autoriza 7 produtos à base de cannabis e a prescrição deve ser feita por médico capacitado. Pois, uma vez que o acompanhamento para ajuste de dose é feito de forma sistemática. 

Desmistificar o uso da cannabis medicinal é um desafio, ante a justificada repulsa ao uso indevido e recreativo da substância.  

Portanto, ponderadamente, o benefício do uso de óleos de cannabis tem tido cada vez mais respaldo na literatura científica. Sendo assim, o crescimento acelerado no Brasil mostra que o país está no caminho certo para o reconhecimento da planta como estratégia terapêutica para várias doenças.

 

Por: Dra. Milena Aparecida Coelho Ribeiro Bessa

Oncologista Clínica

CRO/GO 15050 | RQE 10951

 

  • coe-ortopedia-especializada

Gostou? Compartilhe!
Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
Email
Você vai gostar também
Rolar para cima