Aparelhos ortodônticos para Ronco e Apnéia: saiba usar

aparelhos-ortodonticos-ronco-apneia

Os aparelhos ortodônticos para Ronco e Apnéia é uma nova opção de tratamento

O Ronco e a Síndrome da Apnéia do sono são distúrbios que vem sendo muito discutidos atualmente. Este problema, além de transtornos sociais e psicológicos, traz consequências físicas para o paciente, como hipertensão, arritmias cardíacas e até mesmo aumentando o risco de AVC.

A Apnéia do sono é a obstrução das vias aéreas por alguns momentos durante a noite, causada pela flacidez dos tecidos da garganta, impedindo a respiração por alguns segundos, varias vezes por noite, e o ronco é a vibração dos tecidos da garganta causado pela passagem do ar.

Esses problemas são mais frequentes em homens a partir dos 30 anos e nas mulheres a partir da menopausa, em ambos ocorre com mais frequência em pessoas com sobrepeso. Recentemente o tratamento realizado através de aparelhos orais tem ganhado atenção pela sua eficácia e por serem de fácil adaptação.

A construção do aparelho é realizada de modo a posicionar a mandíbula mais para frente, possibilitando que a passagem do ar na garganta fique desobstruída. Mas existem algumas limitações que precisam ser avaliadas por um médico especialista em medicina do sono e do exame de polissonografia, que é um exame onde a pessoa passa a noite na clinica sendo monitorada para analisar todos os aspectos do seu sono.

Aparelhos ortodonticos para Ronco e Apnéia: como funciona o aparelho intrabucal?

O aparelho é utilizado somente na hora de dormir, e sua função é de manter a mandíbula firmemente avançada, esticando os tecidos da garganta e deixando o caminho livre para a entrada de ar. Lembrando que existem outros tipos de aparelho, como o aparelho invisível por exemplo.

Esse processo evita a ausência de oxigênio no corpo causado pela apneia, ao mesmo tempo em que isso acontece, a boca acaba fechando, pois os dentes estão sendo segurados pela estrutura, e os músculos da região são forçados a permanecer tensos e firmes, evitando o ronco. Desta forma você respira de maneira adequada, acabando não só com o barulho, mas também com vários malefícios causados pela respiração bucal.

Aparelhos ortodonticos para Ronco e Apnéia: como é a adaptação ao aparelho 

A adaptação ao aparelho é tranquila, por ser um tratamento não invasivo, o risco de má adaptação é muito baixo e o paciente não corre o risco de mudanças no modo de falar nem nos demais hábitos do dia a dia. O planejamento feito antes da confecção do modelo final do aparelho leva em consideração a articulação temporomandibular (ATM) do paciente, não havendo risco de sentir dor e nem de mudanças na dicção ou oclusão.

Também não há muitas restrições quanto ao uso do aparelho. As restrições do tratamento são relativas aos indivíduos obesos, aqueles com apneia comandada pelo sistema nervoso central ou com mais de 30 ocorrências por hora, e nos casos em que há problemas na articulação do maxilar.

Por isso é sempre necessário buscar ajuda de um especialista o quanto antes, para que seja feita uma análise adequada do seu caso e definir o melhor tratamento.

 

Por: Dra. Cristiane Barbosa Santos

Odontologia

CRO/GO: 11461

 

 

  • quero-ouvir

Gostou? Compartilhe!
Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
Email
Você vai gostar também
Rolar para cima